ptenes

Access the Magazine Online

VISITE NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS

Contact: 770.256.4524
magazine@ciabrasilatlanta.com

Editorias
Links Úteis

A Mitchell Law Group (MLG) completou em novembro deste ano quinze anos de existência. Desde o início, o escritório de advocacia, findado por Thomas Mitchell, trabalhou com as comunidades latinas, especialmente a brasileira. Com apenas quatro meses após iniciar a MLG, Mitchell conheceu a brasileira Katcha Moschitta, com quem estabeleceu uma parceria que dura até hoje.

THOMAS MITCHELL

É casado com Laura, advogada do governo dos EUA no escritório de direitos civis, e têm um filho, Ben, que atualmente está cursando a faculdade de direito. O casal se conheceu na faculdade e começaram a namorar ainda nesse período, casando-se posteriormente. Mitchell é graduado em contabilidade pela Michigan State University, profissão com o qual trabalhou por alguns anos. Depois frequentou e se formou em direito da mesma universidade. Em seguida, obteve mestrado em direito tributário pela Universidade de Georgetown, em Washington DC. Após conclusão do mestrado, ele e Laura se mudaram para Atlanta-Ga, onde moram desde 1999.

KATCHA MOSCHITTA

É casada há quase 21 anos com Mario, que trabalha com mercado de ações, e tem um filho, Nicholas, que atualmente está cursando a faculdade de business, com especialização em finanças, na Georgia State University. Katcha é bacharel em Direito Brasileiro e mestre em Direito Americano pela Georgia State University. É advogada licenciada no Brasil e está trabalhando para obter sua licença para exercer a advocacia também nos EUA. Para conhecermos um pouco mais sobre a MLG conversamos com os advogados Thomas Mitchell e Katcha. Confira a seguir.

Cia Brasil: Katcha, como você e Mitchell se conheceram?

Katcha: Mitchell estava começando seu escritório e estava almoçando em um restaurante no mesmo local onde meu escritório se localizava. Ele entrou para se apresentar e ver alguns dos materiais publicitários que tínhamos. Então fizemos uma reunião, e percebemos que compartilhávamos valores e interesses semelhantes. Eu, como imigrante, sempre tive um coração pela comunidade. Mitchell, que cresceu em uma família trabalhadora e simples, tinha um coração pelos desfavorecidos. Depois dessa reunião, começamos a trabalhar juntos caso a caso, quando era conveniente para os clientes. Mitchell sempre insistiu que os clientes recebessem toda a informação em sua língua nativa. Ele sabia que, se estivesse em um país diferente e tivesse uma situação legal, gostaria que seu advogado falasse a sua língua. Com base nesse acordo e entendimento fundamental, a relação comercial foi formada e tem sido um sucesso desde o início.

Cia Brasil: Mitchell, conte-nos sobre essa parceria para servir a comunidade brasileira.

Mitchell: Ao decidir abrir o escritório, meu objetivo era ajudar os menos favorecidos e dar a eles uma representação ao nível de grandes escritórios, mas a um preço que eles realmente pudessem pagar. Eu tinha visto e ouvido falar de muitos casos em que indivíduos, incluindo imigrantes, pagaram muito dinheiro, sem obter resultados ou foram enganados. Katcha, que sempre foi uma defensora da comunidade brasileira, viu isso acontecer com muitos de seus clientes. Assim, nós dois tínhamos o entendimento de que formaríamos uma relação de negócios em que ofereceríamos um serviço de qualidade com foco na transparência e na sinceridade em termos de resultados.

Cia Brasil: Katcha, como foi o início da Mitchell Law Group?

Katcha: O Mitchell Law Group foi fundado em 2007. Mitchell trabalhou para grandes escritórios de advocacia no centro de Atlanta durante a maior parte de sua carreira antes de iniciar seu próprio escritório. Embora gostasse da grande empresa e dos clientes sofisticados que a acompanhavam, estava mais interessado em ajudar pessoas simples e pequenas empresas.

Cia Brasil: Mitchell, por que você estudou Direito?

Mitchell: Estudei Direito porque, desde menino, meus pais me envolveram nos negócios da família. Eu os vi sendo ludibriados por advogados sem escrúpulos ou outros cobrando demais deles, porque eram pessoas simples e sem estudo. Meus pais sempre me disseram que educação era poder e que se eu conseguisse um nível mais alto de educação eu poderia ter muito sucesso e ajudar muitas pessoas. Isso era algo enraizado em mim desde que eu tinha, talvez, seis anos. Assim, decidi muito cedo que seria advogado.

Cia Brasil: Qual é a necessidade mais comum da comunidade brasileira em relação à assistência jurídica?

Mitchell: São as questões relacionadas à imigração. A maioria dos casos de deportação começa com uma infração de trânsito. Há também as questões relacionadas a direito de família, como divórcio, custódia, pensão alimentícia etc. E há ainda as questões relacionadas a acidentes em geral, quer seja de trânsito ou de trabalho. Infelizmente muitos ainda pensam, por falta de informação, que não podem buscar seus direitos por estarem sem status legal nos EUA, o que não é verdade.

Nos últimos anos, notamos que toda uma geração de brasileiros está aqui na região metropolitana de Atlanta há 20 anos ou mais, e muitos possuem negócios de muito sucesso. Isso criou uma necessidade em relação à proteção de ativos, questões de direito tributário e planejamento de sucessão Tudo isso dito, a necessidade mais prevalente continua sendo a imigração. Nós ajudamos os nossos clientes a obter o green card de várias formas, como via familiar, relacionado ao trabalho, vítima de crime, se estão no país há mais de 10 anos e são elegíveis para cancelamento da remoção ou entraram recentemente no país e estão buscando asilo ou retenção de remoção.

Cia Brasil: Quantos brasileiros seu escritório de advocacia já ajudou?

Mitchell: Desde o início do escritório, o Mitchell Law Group já representou mais de 2.000 brasileiros e mais de 3.000 clientes juntos de diferentes nacionalidades.

Cia Brasil: Quais são os serviços que o Mitchell Law Group oferece?

Mitchell: O foco do escritório continua sendo imigração, acidentes automobilísticos, multas, direito de família e assuntos relacionados a negócios/fiscais. Estamos também expandindo nosso escritório em parceria com advogados no Brasil por meio de Katcha e seu novo escritório em Anápolis, em Goiás-Brasil.

Cia Brasil: Quais são seus planos para 2023?

Mitchell: Daqui para frente pretendemos continuar fazendo o que temos feito, porque nos tornamos muito bons nisso e somos capazes de fornecer aos nossos clientes conhecimento jurídico, senso comum e ótimos resultados.

Cia Brasil: Katcha e Mitchell, qual é a sua mensagem para a comunidade brasileira?

Katcha & Mitchell: Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer a todos da comunidade pela fidelidade ao longo destes anos porque, sem a confiança e o suporte da comunidade, o Mitchell Law Group não teria sido o sucesso que se tornou e continuar crescendo. Com base nessa parceria, conseguimos mudar o escritório da Johnson Ferry para a esquina da Roswell Road com a Powers Ferry Road. Estamos localizados no coração de Marietta. A escolha desse local acessível para ser a sede de nosso escritório representa o que a comunidade significa para nós. Queremos que os membros da comunidade tenham um lugar acessível a eles e, mais importante, um lugar onde sintam que podem passar para tirar uma dúvida, tomar um cafezinho e serem tratados com dignidade e respeito, porque NOSSA COMUNIDADE MERECE O MELHOR!

 

Da Redação
Fotos por Ana Nobre Photography

Copyright © 2014 CIA Brasil. Todos os direitos reservados.
É permitida a compartilhação de matéria e fotos desde que citada a fonte: www.ciabrasilatlanta.com.
Produzido e gerenciado por: Editora Kiron